logo psicologias online
logo psicologias online
Maria Cristina Lopes | Psicóloga CRP5/47829
Mestranda pela Universidade de Coimbra e criadora do Psicologias Online
"Todos podem viver uma vida mais plena!"

Contatos: [email protected] / +5521993053432
Tratamento e diagnóstico

O diagnóstico e encaminhamento para tratamento pode ser feito por três vias. Primeiramente, é necessário que haja uma investigação para observar disfunções endócrinas, que podem levar a esse quadro.

Após essa etapa, um contato multidisciplinar deve ser feito com profissionais de psicologia, nutrição e psiquiatria. Aliada à terapia pode haver a necessidade de administração de remédios para controle de compulsões.

Esses remédios agem diretamente na causa dos episódios, mas não se deve descartar o acompanhamento terapêutico que age na causa do problema. O psicólogo será responsável pela resolução de questões associadas à autoestima, imagem e inserção social.

A compulsão alimentar é um dos transtornos mais diagnosticados nos dias de hoje. Uma das justificativas é a evidente piora nos padrões alimentares gerais. Na realidade, o crescimento tem ocorrido com transtornos alimentares em geral.


Se você quer entender mais sobre a compulsão alimentar, os sintomas dessa condição é o tratamento recomendado, acompanhe nosso conteúdo a seguir. Aqui, te contamos como você pode melhorar a qualidade de vida da pessoa que sofre com a compulsão alimentar.

Sintomas mais frequentes

Alguns sintomas podem ser específicos do transtorno. Acompanhe abaixo.

● Descontrole emocional
● Baixa autoestima
● Alimentação compulsiva em segredo
● Sentimento de culpa após o episódio
● Reclusão e vergonha de estar em público
● Outros pensamentos compulsivos
● Ansiedade, depressão e desenvolvimento de outros transtornos emocionais

Precisamos tomar um cuidado especial com a imagem corporal associada a esse transtorno. Nem sempre as pessoas com compulsões alimentares apresentam obesidade, apesar desse ser um quadro extremamente comum. Algumas pessoas podem começar a apresentar sintomas com peso normal.
Fatores de risco

A maioria das pessoas pensa que uma compulsão veio de um histórico de educação alimentar inadequada. De fato, isso pode ocorrer, mas não é a única causa documentada. As dietas de emagrecimento, se realizadas da maneira errada, podem gerar uma fixação por recompensas alimentares, que continua mesmo após o aparecimento do transtorno e fim do reforçamento.

Os problemas de compulsão ainda podem decorrer de traumas, como o contato direto com a morte, abusos sexuais, tragédias na família, entre outros. Uma conexão pode ser encontrada especificamente entre manutenção de um contexto de grandes tensões e ansiedade e o surgimento da compulsão.

Compulsão alimentar

O que é a compulsão alimentar?

A compulsão alimentar é um distúrbio que se caracteriza pela ingestão excessiva de alimentos. Ao contrário do que muitos pensam, a pessoa que tem o transtorno não sente fome toda hora. Ela somente sente um impulso, que a leva à ingestão significativamente superior em calorias que outro indivíduo sem compulsão alimentar. O primeiro mito que devemos trabalhar é esse: o organismo do paciente não precisa desse alimento para cumprir funções vitais.

A compulsão alimentar ocorre em episódio compulsivos de alimentação exagerada. É interessante notar que a compulsão não leva o indivíduo a comer descontroladamente em todas as refeições. Porém, esses episódios podem se tornar mais frequentes com o agravamento.

Há uma perda de controle sobre a compulsão e pode ou não existir um sentimento de arrependimento após o episódio. Devemos tomar cuidado para não confundir esse transtorno com as demais condições alimentares inadequadas. A compulsão é parte, por exemplo, da bulimia, transtorno que também apresenta episódios de compulsão. Este quadro causa forte sensação de descontrole e sofrimento.