logo psicologias online
logo psicologias online
transtorno depressivo
Transtornos que envolvem riscos

Comumente, o suicídio está associado à depressão. Esse é um tipo de generalização extremamente agressivo, pois acaba relacionando todas as manifestações de depressão ao risco de suicídio. Além disso, uma série de transtornos psicológicos envolve o risco.

Alguns dos transtornos que envolvem a ideação suicida são: o transtorno obsessivo-compulsivo, transtornos de humor, transtornos de ansiedade, transtornos alimentares, entre outros. Pode-se afirmar que a maioria das condições graves psicológicas envolve um risco
de ideação e tentativas.

Mas o que é essa ideação, presente em diferentes transtornos? O comportamento agressivo voltado para o próprio indivíduo e os pensamentos frequentes na morte são alguns exemplos. Muitas pessoas que sofrem dessa ideação costumam imaginar o mundo em suas ausências e possuem pensamentos recorrentes relacionados aos temas associados à morte. É comum, também, planejar o ato, mesmo que ele não ocorra.
Consequências

A pessoa com ideação suicida ou com riscos efetivos pode apresentar prejuízos significativos no funcionamento social e no funcionamento relacionado à atividade profissional. A reclusão e recusa ao contato com terceiros é frequente. Além disso, as alterações no humor são outros aspectos apresentados na maioria das vezes.

Em grande parte dos casos, uma das primeiras instâncias a notar alterações comportamentais é a família. Pode ser, ainda, que essa preocupação venha de amigos próximos ou de pessoas de convivência cotidiana.

Entretanto, em outra grande parte dos casos, chegar a conclusão que uma pessoa está com ideações suicidas pode ser complexo. Afinal, nem todos falam sobre o assunto. É por isso que precisamos de um estímulo à prevenção do suicídio, e principalmente ao diálogo. Assim, evitaremos que a consequencia fatal se torne ainda real.
Maria cristina lopes
Suicídio na atualidade

Atualmente, o suicídio é colocado em pauta com certa frequência. Vemos a representação desse tema em séries de televisão e em redes sociais, por exemplo. Entretanto, muita da exposição do tema tem levado a um aumento na taxa de suicídios contabilizados, isto é, que se tem conhecimento na sociedade.

Não podemos afirmar efetivamente que o número de suicidas aumentou, mas sim que os casos estão sendo mais divulgados. Podemos, entretanto, identificar uma normalização do tema: muito se fala sobre o suicídio, mas pouco se faz para contê-lo.

Ademais, a crescente exposição da população pode estar sendo usada como um gatilho para pessoas que já apresentam ideações e riscos de cometer suicídio. Nesse sentido, o fator do gatilho pode ter realmente aumentado o número de tentativas de suicídio em escala global. Seja como for, denota-se a urgência em discutir o tema.
transtorno de ansiedade
homem sério
Maria Cristina Lopes | Psicóloga CRP5/47829
Mestranda pela Universidade de Coimbra e criadora do Psicologias Online
"Todos podem viver uma vida mais plena!"

Contatos: [email protected] / +5521993053432
transtorno de ansiedade social
mulher encarando de frente

Precisamos falar sobre o suicídio

O suicídio é um tema que tem tomado a cultura global dos dias de hoje. Cada vez mais pessoas estão sendo diagnosticada com transtornos que envolvem o risco de suicídio. O nível de conhecimento e atenção a esse aspecto também está em crescimento.


Apesar de exposições do suicídio como um tema cada vez mais normalizado na sociedade, as discussões efetivas sobre os riscos ainda não é feita. Para entender mais sobre essa urgência, acompanhe nosso conteúdo.