logo psicologias online
logo psicologias online
Sintomas

Os sintomas mais recorrentes do transtorno obsessivo compulsivo podem ser elencados a seguir. Para ficar mais claro, vamos fazer uma separação.

Sintomas obsessivos:
● Pensamentos indesejados e agressivos
● Pensamentos recorrentes em níveis extremos
● Dificuldades para manter a atenção
● Medos irracionais
● Tensão constante

Sintomas compulsivos:
● Rituais frequentes, com oscilações durante o dia
● Comportamentos de organização extrema
● Fixação por limpeza ou arrumação
● Comportamentos de autoagressão (algumas vezes)
curso meditação sem complicação

O transtorno obsessivo compulsivo, também conhecido como TOC, é muito presente quando falamos de padronização de comportamentos prejudiciais ao indivíduo. Vale pontuar que o termo está se popularizando, e sendo usado para uma ampla gama de situações.


Se você quer saber exatamente o que difere o transtorno obsessivo compulsivo dos demais, e como podemos identificar a presença dessa condição, acompanhe nosso conteúdo a seguir.


maria cristina lopes
mãos libertando-se de algemas
pernas de mulher
O tratamento de TOC

O tratamento psicoterápico do TOC pode ser feito por meio de duas vias: a resolução das obsessões e das compulsões. Primeiramente, é necessário ter entendimento das crenças irracionais e pensamentos intrusivos do paciente, para saber de onde surgem e como se mantêm.

Depois, precisamos tratar as materializações dessas crenças em rituais de repetição. É especialmente importante verificar o histórico de associações desses comportamentos a estímulos aversivos. Uma sessão de diagnóstico pode ser necessária para entender as ideias pessoas da pessoa acerca da evolução da condição e da dinâmica de manutenção atual.
limpe sua bagagem de mão
Maria Cristina Lopes | Psicóloga CRP5/47829
Mestranda pela Universidade de Coimbra e criadora do Psicologias Online
"Todos podem viver uma vida mais plena!"

Contatos: [email protected] / +5521993053432
atendimento psicológico online
O que é o transtorno obsessivo compulsivo?

No DSM-V, o transtorno obsessivo compulsivo é um distúrbio incluído nos transtornos mais gerais de ansiedade. Entretanto, ele possui alguns traços diferenciais muito fortes. Uma pessoa portadora dessa condição apresenta obsessões e compulsões comportamentais recorrentes em diversas situações.

As obsessões são presentes em nível interno: são pensamentos frequentes, que surgem no cotidiano do paciente e causam altos níveis de tensão. Geralmente, esses pensamentos envolvem catástrofes, humilhações públicas, agravamento de problemas, entre outros.

Já as compulsões são repetições, impulsionadas pelas obsessões, que possuem como objetivo gerar sensação de alívio. Esses são os padrões que podemos observar, pois eles se concretizam em rituais: não pisar em certos locais, repetir ações simples e falar a mesma palavra várias vezes são alguns dos mais comuns.
Quais são os fatores de risco?

Existem diversas hipóteses sobre os fatores que causam o aparecimento de TOC. Alguns pesquisadores, por exemplo, identificam uma deficiência na função da serotonina como precursora de pensamentos obsessivos e realização de rituais de alívio.

A hipótese psicológica já gira em torno de um histórico de condicionamento, que inclusive explica o aparecimento de reações físicas. Nesse caso, o paciente desenvolve o transtorno por associação de estímulos aversivos a contextos específicos. Depois dessa associação, há a generalização excessiva, fator que resulta nos sintomas clássicos do TOC.

O desenvolvimento dos rituais de alívio é seguido por consequências de reforço. Afinal, a pessoa quebra o padrão de pensamentos aflitivos, ou seja, a aversão é temporariamente retirada. Frente a essa contingência, a manutenção dos comportamentos se torna especialmente difícil.

Transtorno obsessivo compulsivo

pessoa lavando as mãos
transtorno de ansiedade
transtorno de ansiedade social